994148_400079943444652_1446217489_n

 

Nunca a expressão fez tanto sentido.

Depois do Monte da Lua, no ano passado onde K66 passaram a ser K73, agora Vila de Rei.

Lamentável, não terem retirado as fitas da primeira edição que conduziam ao contorno da barragem pela direita.

A fita de mudança de direção (á esq.) não era visível e isso motivou que continuasse em frente ao limite da cota da barragem. Ao constatar a existência de fitas ao longo da margem, optei como é lógico por seguir esse caminho.

Martirio é a única palavra certa para descrever esse quilometro e meio.

Uma vezes com água pelo pescoço, outras vezes em equilibrio nas escarpas, outras a abrir caminho entre silvas e vegetação densa… e sempre com fitas a marcarem o caminho.

Segui em frente.

Quando cheguei ao fim (uma hora depois) e já na companhia de outro martir deixamos de ver fitas.

Com temperatura altissima e já sei água no reservatório ainda procuramos uma saida mas sem sucesso.

Foi quando decidi ligar para a organização (felizmente tinha sinal de rede móvel).

Relatei o sucedido e obtive a seguinte resposta:

-” É pá!!! Desculpe lá, mas o meu colega não conseguiu tirar as fitas da primeira edição por se encontrarem de fora de acesso devido á alta qota da barragem e falta de trilhos”

(Irónico!!! Nem imaginam o que me passou pela cabeça depois de ouvir isto)

Procurei manter a calma, porque não estava propriamente em condições de perder o control e perguntei:

“Então e agora como saimos daqui?”

Resposta:

“Está junto do poço, não é?, Então, agora tem que subir a serra, no topo vai encontrar fitas que conduzem á barragem, ai segue pela direita, sobe os corta-fogos e quando voltar a descer, em direção da barragem, vira para a esquerda em vez de virar para a direita”

Simples!!! O sistema nervoso tomou conta de mim. Não consegui processar toda a informação e voltei a ligar mais duas vezes.

Estava dificil de aceitar esta situação. Sem água, com 37k nas pernas e depois de levar a maior tareia da minha vida na barragem, a minha cabeça não estava a querer voltar a subir serras e corta-fogos…

Mas teve que ser. O objectivo passava por chegar até ao próximo abastecimento. Não havia volta a dar.

Penedo Furado ao quilometro 32 cheguei lá com 41 marcados no relógio.

Durante esse tempo, a desistência esteve sempre a pairar sobre a minha mente. Estava muito cansado, tinha o corpo muito mal tratado, cheio de golpes e dores musculares, mas havia uma razão que estava a desmotivar-me.

Estava muito bem classificado, ia seguramente entre o quatro e o sexto lugar. A espectativa era procurar saber a minha classificação tinha receio de ter perdido muitos lugares (como se isso fosse o mais importante…)

Só ia obter essa informação quando chegasse ao Penedo Furado, foi a motivação que precisei para continuar.

“24 Lugar ” fui informado no posto de control do Penedo Furado.

Ponderei vários factores e decidi ficar por ali. Tinha perdido a motivação.

Podia ter continuado mas … além da tareia, dos quilometros, do calor, fome e sede, dói-me o coração (desenganem-se quem pensa que o coração não doi) e contra isso não há nada a fazer.

Parar era a solução.

Conversa com o Paulo Garcia da Horizonte sobre o que aconteceu e a minha prespectiva sobre o que se pode ser feito em situações semelhantes (bastava um traço na diagonal, no solo com gis ou tinta, para impedir o rumo para uma zona onde não foram retiradas fitas).

“Vamos ver o que se vai passar no Monte da Lua este ano” – foi desta forma que encerrei a minha conversa com o Paulo Garcia.

Ficam as fotos para mais tarde recordar:

1.0

936425_504371546307187_1311095985_n

VRJM4

1000418_504372279640447_1256344653_n

2

3

4

1

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Nunca fez tanto sentido

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s